¨Se eu pudesse deixar algum presente a você...
Deixaria para você,
se pudesse,
o respeito àquilo que é indispensável...
Além do pão, o trabalho.
Além do trabalho, a ação.
E, quando tudo mais faltasse, um segredo:
O de buscar no interior de si mesmo a resposta e a força para encontrar a saída.¨

Gandhi

Ganesha Gam Ganesha Gam Ganesha Gam...

Ganesha Gam Ganesha Gam Ganesha Gam...

ÔMMMMMMMMMMMMMM

ÔMMMMMMMMMMMMMM
Yoga é uma prática milenar, um caminho em direção a essência do ser, que nos ensina a reconhecer a experiência de existir plenamente, com boa saúde física, mental e espiritual, sempre em sintonia com a dança da vida.
São Paulo, S.P., Brazil
Marcynha talvez retrate melhor o meu metro e meio de altura. Fui Marcynha desde sempre, nas escolas onde estudei, na faculdade de enfermagem que não concluí, na faculdade de psicologia onde me formei (FMU - 1994), na especialização em Terapia Cognitiva Construtivista da UNIP em 95... Inquieta, sempre buscando novidades, querendo um algo mais... Em 1996 atrás de um novo caminho na psicologia encontrei o caminho do Yoga, um caminho muito além da psicologia, muito além da profissão, um caminho para experimentar a vida! Foi no Yoga que me re descobri, psicóloga por herança familiar e professora de Yoga (desde 1998) por uma escolha que veio do coração. Yam...Yam...Yam... Posso até dizer que meu sobrenome foi uma pista, em sua sonoridade, para que eu ouvisse meu coração. No Yoga encontrei o caminho que me inspira viver e compreender a experiência dessa existência humana.

Arquivos do blog

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Yoga é tanta coisa...
Entre tantas definições possíveis, permita-me a ousadia em descrevê-la como um fantástico conjunto de técnicas com as quais aperfeiçoamos a construção significativa de cada momento vivido.
A prática é uma oração declamada por corpo e alma, plena de emoções, sensações dadas pelos sentidos, orquestradas por esse conjunto de técnicas.
É preciso viver a prática como uma oração de agradecimento...
Agradecemos a terra, pois nos sustenta e alimenta; a água que nos hidrata e ensina a fluir, deslizar, contornar...O fogo que nos aquece e auxilia a transformar...
A prática deve ser o momento de agradecer o ar, que nutre nossas células, que acaricia a pele, que permite voar e dar asas aos sentimentos, já que é elemento do coração, residência do amor verdadeiro e incondicional.
É também o momento no qual se agradece o éter e o espaço que permitem o som, a existência manifestada, a experiência em si.
Agradecer...
A prática é antes de tudo, um momento para conscientizar e agradecer as infinitas possibilidades de existir.
Tudo na existência, basicamente, se resume em: ¨aceitar, confiar, agradecer e entregar¨(Prof.Hermógenes); e para tal, é preciso amar com o coração.