¨Se eu pudesse deixar algum presente a você...
Deixaria para você,
se pudesse,
o respeito àquilo que é indispensável...
Além do pão, o trabalho.
Além do trabalho, a ação.
E, quando tudo mais faltasse, um segredo:
O de buscar no interior de si mesmo a resposta e a força para encontrar a saída.¨

Gandhi

Ganesha Gam Ganesha Gam Ganesha Gam...

Ganesha Gam Ganesha Gam Ganesha Gam...

ÔMMMMMMMMMMMMMM

ÔMMMMMMMMMMMMMM
Yoga é uma prática milenar, um caminho em direção a essência do ser, que nos ensina a reconhecer a experiência de existir plenamente, com boa saúde física, mental e espiritual, sempre em sintonia com a dança da vida.
São Paulo, S.P., Brazil
Marcynha talvez retrate melhor o meu metro e meio de altura. Fui Marcynha desde sempre, nas escolas onde estudei, na faculdade de enfermagem que não concluí, na faculdade de psicologia onde me formei (FMU - 1994), na especialização em Terapia Cognitiva Construtivista da UNIP em 95... Inquieta, sempre buscando novidades, querendo um algo mais... Em 1996 atrás de um novo caminho na psicologia encontrei o caminho do Yoga, um caminho muito além da psicologia, muito além da profissão, um caminho para experimentar a vida! Foi no Yoga que me re descobri, psicóloga por herança familiar e professora de Yoga (desde 1998) por uma escolha que veio do coração. Yam...Yam...Yam... Posso até dizer que meu sobrenome foi uma pista, em sua sonoridade, para que eu ouvisse meu coração. No Yoga encontrei o caminho que me inspira viver e compreender a experiência dessa existência humana.

Arquivos do blog

sábado, 31 de outubro de 2009

ORAÇÃO










O silêncio é uma benção!
A respiração, uma oração de vida...
Tenho duas orações que sempre faço, pois traduzem em belas palavras parte da minha crença.

A primeira é o Pai Nosso, que recebi de uma amiga muito querida, Andrea Natali, amiga artista...
O e-mail dizia ser a tradução do aramaico sem a interferência da igreja, importa mesmo é que fez total sentido, tocou e traduziu a alma.
A segunda é a Oração de São Francisco.
Tudo de bom.
Respirando cada palavra...

Pai. Mãe.
Respiração da vida, fonte do som, ação sem palavras.
Criador do Cosmos.
Faça sua luz brilhar dentro de nós, entre nós e fora de nós, para que possamos torná-la útil.
Ajude nos a seguir nosso caminho, respirando apenas o sentimento que emana do Senhor.

Nosso eu, no mesmo passo possa estar com o Seu; para que caminhemos como reis e rainhas com todas as outras criaturas.
Que o Seu e o nosso desejo sejam um só.

Em toda a luz, assim como em todas as formas, em toda existência individual, assim como em todas as comunidades.
Faça nos sentir a alma da Terra dentro de nós, pois assim sentiremos a Sabedoria que existe em tudo.
Não permita que a superficialidade e a aparência das coisas do mundo nos iluda. E nos liberte de tudo aquilo que impede nosso crescimento.
Não nos deixe ser tomado pelo esquecimento de que o Senhor é o Poder e a Glória do Mundo, a canção que se renova de tempos em tempos e que a tudo embeleza.
Possa o seu amor ser o solo, onde crescem nossas ações.
Que assim seja.
Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor.
Onde houver ofensa , que eu leve o perdão.
Onde houver discórdia, que eu leve a união.
Onde houver dúvida, que eu leve a fé.
Onde houver erro, que eu leve a verdade.
Onde houver desespero, que eu leve a esperança.
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria.
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, fazei que eu procure mais consolar que ser consolado.

Compreender que ser compreendido.
Amar, que ser amado.
Pois é dando que se recebe e perdoando que se é perdoado.
E é morrendo...

Que se nasce para a vida eterna...

EU TE DESEJO O SUFICIENTE...(autor desconhecido)

No aeroporto, ouvi por acaso mãe e filha em seus últimos momentos juntas.
Foi anunciada a partida do avião e próxima a porta ela disse:
"Mãe, nossa vida juntas foi mais do que o suficiente! Seu amor é tudo o que sempre precisei. EU TE DESEJO O SUFICIENTE, também mamãe."
Despediram, beijaram-se e ela partiu.
A mãe andou em direção a janela a qual eu estava sentado, eu vi que ela queria e precisava chorar.
Tentei não entrar em sua privacidade, mas ela me cumprimentou perguntando:
"Você já disse tchau pra alguém sabendo que seria um adeus?"
"Sim – respondi, trazendo de volta as memórias que tinha da expressão do meu amor e apreciação por tudo o que minha mãe fez por mim. Reconhecendo que seus dias eram limitados, eu tomei um tempo para dizer o quanto ela significava pra mim face a face.
Eu sabia o que aquela mulher estava passando...
"Desculpe minha pergunta, mas por que foi um adeus?"- perguntei.
"Eu estou velha e ela vive muito longe...Eu me recuso aceitar, mas a realidade é que sua próxima viagem de volta a esse lugar será para o meu funeral" - disse ela.
"Quando vocês estavam se despedindo, eu a ouvi dizer: EU 'TE DESEJO O SUFICIENTE'. Posso te perguntar o que isto significa?"
Ela começou a rir.
"É um desejo que vem sido trazido de outras gerações. Meus pais costumavam dizer a todos."
Ela deu uma pausa, olhou para cima como se quisesse lembrar com detalhes. Sorriu ainda mais...
"Quando dizemos EU 'TE DESEJO O SUFICIENTE', esperamos que a vida da outra pessoa seja repleta de "suficientes" coisas boas para sustê-las... Te desejo o sol suficiente para manter suas atitudes brilhantes; te desejo chuva o suficiente para que aprecie mais o sol; te desejo alegria o suficiente para manter seu espírito vivo; e...Te desejo um pouco de sofrimento, para que as pequenas alegrias na vida aparentem ser muito maiores! Te desejo ganhos e benefícios suficientes para que satisfaça sua espera; te desejo perdas suficientes para que aprecie tudo o que ganhar; te desejo 'Olás' para levá-lo aos 'Tchaus'...
Então ela soluçou e foi-se.
Com ela aprendi que...
EU TE DESEJO O SUFICIENTE !













LOKAHA SAMASTAHA SUKHINO BHAVANTU.
Que todos os seres sejam felizes e prósperos...
OM NAMAH SHIVAYA!

BOLO DE GENGIBRE COM PAPOULA E GOTAS DE CHOCOLATE

INGREDIENTES:
1 xíc. de manteiga ou margarina (derretida)
2 xícs. de açúcar mascavo
2 xícs. de gengibre ralado
2 garrafinhas de leite de côco
2 colheres de chá de essência de baunília ou de açúcar vanille
1 xícs. de farinha de trigo integral
2 xícs. de farinha de trigo branca
500gr de gotas de chocolate meio amargo
1 tubete de semente de papoula
1 colher de sopa de bicarbonato de sódio
1 colher de sopa de fermento Royal

PREPARO:
Bata no liquidificador o leite de côco, a baunília e o gengibre – reserve.
Na batedeira misture a manteiga com o açúcar, formando um creme ao qual se vai acrescendo as farinhas e conteúdo do liquidificador. Adicione a semente de papoula, o fermento, o bicarbonato e por fim, as gotas de chocolate.
Despejar em forma retangular, untada com manteiga e farinha, e levar ao forno, pré-aquecido, em temperatura média.
Ao desenformar espere esfriar para cortar em quadradinhos.

Quando quente ele despedaça todo!

SÓ PRÁNÁYÁMA SALVA!

Esse eu acredito que respira!

SITA SINGS THE BLUES